Dia da caça! Caçador profissional morre esmagado por elefante

Em momentos raros a caça vira caçador
Às vezes os caçados viram caçadores. Foi isso que aconteceu com o argentino José Monzales, 46 anos, que foi morto no sábado, 12, esmagado por um elefante em uma reserva privada a 70 quilômetros de Kalkfeld, na Namíbia. Ele era funcionário de uma empresa de petróleo brasileira.

De acordo com as informações da polícia local, o caçador profissional e seu grupo procuravam um ponto para atirar no animal quando foi esmagado. Ele estava acompanhado de outro argentino e mais três guias locais no momento em que foi morto, por volta das 16h.

Tudo aconteceu quando um dos animais começou a correr em direção ao grupo de caçadores, que estava procurando um local melhor para atirar nos elefantes. Todos correram, mas o elefante foi mais rápido que José e o esmagou ao pisá-lo, tirando de circulação mais um caçador.

O governo da Namíbia informou que os familiares do caçador foram avisados assim que foi constatada a sua morte. José Monzales, segundo Maureen Mbeha, porta-voz da polícia de Otjonzondupa, era caçador profissional e tinha licença válida.



Confraternização de advogados de Águia Branca recebe elogios pela organização

O presidente Raony Scheffer, da 5ª Subseção prestigiou o evento  O Kubit, em Águia Branca/ES, foi o local escolhido pelos advogados da...

Postagens mais visitadas