Ministério Público pede internação de menor violento que agrediu professora

A imagem da professora agredida chocou o país
O menor de 15 anos que bateu na professora Márcia Friggi, 51 anos em Indaial, no Vale do Itajai, em Santa Catarina, poderá ser internado a qualquer momento. É que o Ministério Público daquele Estado pediu sua internação provisória na manhã de sexta-feira, 25.

O referido menor agrediu violentamente a professora de língua portuguesa, que chamou sua atenção. Ela conta que ao chamar atenção do menor que estava atrapalhando a aula, recebeu um soco tão forte, que foi jogada contra a parede. A imagem de seu rosto ensangüentando causou revolta em quem viu.

De acordo com a promotora Patrícia Tramontin, que entrou com o pedido na Vara de Infância e Adolescência de Indaial, uma agressão tão absurda não pode ficar impune. Ela apresentou também representação contra o menor pelo ato infracional análogo à injúria e lesão corporal.

A promotora lembrou que nesses casos de lesão corporal a promotoria pede prestação de serviço comunitário, mas o adolescente em questão já cumpriu medida alternativa no ano passado por agredir a mãe e agora repetiu a conduta violenta. Nesse caso o certo é a internação, segundo ela.

O menor tem histórico de violência doméstica, evasão escolar, envolvimento com drogas e passagens por agressão. “É um caso de reincidência do comportamento desrespeitoso”, afirma a promotora. Se a justiça acatar o pedido, ele ficará internado por 45 dias, mas o prazo pode ser prorrogado.




Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas