Cientistas criam rim biônico para pessoas que necessitam fazer hemodiálise

O rim biônico é a esperança de quem faz hemodiálise
Ao que tudo indica, as máquinas de hemodiálise podem estar com os dias contados. É que os cientistas dos Estados Unidos conseguiram criar a alguns meses atrás o primeiro rim biônico para prevenir o mal. Baseado em células de silício e vivas, o aparelho funciona a partir dos impulsos cardíacos do paciente.

O rim artificial combina uma série de elementos orgânicos e eletrônicos, que conseguem um aspecto semelhante do de um rim humano. Apesar de o dispositivo ainda estar na fase de testes em seres humanos, os dados conhecidos até hoje são de que ele foi 100% bem sucedido.

Capaz de filtrar completamente e purificar o sangue do paciente, evitando o doloroso tratamento de hemodiálise, o rim biônico está sendo testado em várias universidades dos Estados Unidos, e vai assegurar a qualidade de vida das pessoas com problemas renais.

Os desenvolvedores do dispositivo receberam em 2015 uma doação de seis milhões de dólares do Institute of Biomedical Imaging and Bioengineerting, para pesquisas e desenvolvimento. Os pesquisadores acreditam que em dois anos o rim biônico estará disponível para venda.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas