Veja qual deputado custou menos e o mais caro para o Estado em 2017

Enivaldo abasteceu carro oficial com dinheiro do próprio bolso
O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) terminou o ano de 2017 como o deputado mais econômico da Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Esse é o terceiro ano consecutivo que o referido deputado não dá gastos para o Estado para desempenhar sua função legislativa.

Além de receber apenas R$ 2.822,53 para exercer a função de deputado estadual, Enivaldo dos Anjos foi também econômico na hora de usar sua cota parlamentar. Durante todo ano legislativo ele gastou apenas R$ 9.138,82, o que dá uma média de R$ 761,56 por mês, menos que um salário mínimo.

Desde que assumiu como deputado em 2015, Enivaldo dos Anjos gastou R$ 41.206,85, uma média mensal de R$ 1.144,63, o que o torna, disparado, o deputado que menos custa ao legislativo estadual. Só por curiosidade, em um ano o deputado Da Vitória gastou mais que Enivaldo em três.

Vale destacar, que nos anos de 2016 e 2017, Enivaldo dos Anjos não gastou um centavo de dinheiro público com combustível. Ele abasteceu o veículo oficial que somente usa em serviço e o devolve no período de recesso com dinheiro do seu próprio bolso.

A atitude de Enivaldo dos Anjos, que deveria ser seguida por seus colegas do legislativo, se deve à crise que o país enfrenta. “Se temos condições de economizar, de realizar nosso trabalho sem onerar os cofres públicos, então devemos economizar”, afirma ele.

Segundo ele, não é justo que o trabalhador sofra com a crise, enquanto o legislativo deita e rola com o dinheiro público. “Nós fomos eleitos para legislar, fiscalizar o Executivo e representar o povo capixaba. E a forma de representar nosso povo não fazendo farra com o dinheiro público”, finaliza.

Ao contrário de Enivaldo dos Anjos, o deputado estadual que mais custou ao Estado foi Da Vitória (PDT), considerado como o campeão de gastos da Assembleia Legislativa. Além dele também fizeram a farra Dary Pagung (PRP), Rafael Favatto (PEN), Sandro Locutor (PROS) e Luzia Toledo (PMDB).

Completando o Top 10 dos deputados que não estão nem aí para a crise e gastaram sem dó o dinheiro do povo estão pela ordem de gastos 6º. Padre Honório (PT), 7º Gildevan Fernandes (PMDB), 8º José Carlos Nunes (PT), 9º Freitas (PSB) e 10º José Esmeraldo (PMDB).

Veja abaixo quanto custou seu deputado aos cofres públicos durante 2017:








Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas