Divide mulher com amigo no motel e quase é preso por não ter como pagar

Foto ilustrativa

Um casal que quis apimentar o relacionamento chamando mais um para fazer parte das animações do rala e rola de todo dia acabou se dando mal e entrando numa enrascada dos diabos em um motel na cidade de Sorriso, na saída para Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso.

Tudo começou quando um casal, cujos nomes não serão divulgados por motivos óbvios, estava em um bar tomando todas e no maior love. A música ambiente e o local aconchegante, ao que tudo indica, mexeu com a cabeça do casal, que ao ver um amigo chegando o convidou para a mesa.

O rapaz aceitou o convite e começaram a tomar todas. O papo foi rolando, uma dança aqui, outra ali, muitas risadas e piadas, quando deram por conta já era madrugada. Foi então que a mulher teve a ideia de levarem o amigo junto para o motel e passar o resto da noite lavando a alma na luxúria.

Fizeram as contas e chegaram à conclusão que a aventura custaria aos dois – marido e amigo – R$ 480,00. Feito isso se dirigiram ao motel, onde passaram o resto da noite na banheira de espuma, no sofá, na cama redonda, no vidro do teto e até no compartimento de pagar a conta fizeram amor.

Depois da noite de amor selvagem, começaram os problemas. O amigo do casal sacou da carteira R$ 200,00 e pagou a sua parte do trato, mas quando o marido foi efetuar o pagamento de sua parte, a gerente do motel disse que não aceitaria pagamento em cartão de crédito.

Como o maridão não tinha dinheiro em espécie, a gerente chamou a polícia, que compareceu ao local disposta a levar todo mundo para o local onde o filho chora e a mãe não ouve. Entretanto, o marido teve a ideia de ir ao banco buscar o dinheiro, deixando no local a mulher e o amigo.

Só que ele foi e desapareceu. Uma hora depois, já cansados de esperar, os policiais decidiram levar a mulher e o amigo para a Delegacia de Polícia, ocasião em que o ricardão decidiu pagar o valor que faltava e foi embora, deixando a mulher na porta do motel esperando o retorno do marido.

Com o pagamento da despesa, os policiais deram o caso por encerrado e retornaram à sua rotina diária. Quanto à mulher, ficou na porta do motel esperando pelo marido que, se voltou para busca-la ou não, é impossível de saber, pois não há mais nenhuma informação sobre o fato.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas