Servidor municipal denuncia “trabalho escravo" na Secretaria Municipal de Saúde

Os pneus dos veículos da Secretaria de Saúde estão precários

A situação dos motoristas da prefeitura que trabalham na Secretaria Municipal de Saúde de Barra de São Francisco/ES é tão precária, que tem motorista com medo de em uma dessas viagens não mais voltar para casa tamanha a insegurança que vivem no seu trabalho.

A denúncia foi enviada ao Notícias Populares Online por um servidor, que não será identificado por motivos óbvios. Segundo ele, os motoristas saem para Vitória entre três e meia e quatro da manhã para levar doentes para consultas médicas e não recebem horas extras.

“A nossa situação é péssima”, disse ele, destacando que além de não receberem horas extras, ainda têm que trabalhar com carros sem manutenção alguma, sem pastilhas de freio e com pneus carecas.”Não sei como ainda não aconteceu uma tragédia de grande proporção”.

Segundo ele, os motoristas francisquenses estão trabalhando “pela misericórdia de Deus”. Enfatiza o servidor, que essa situação coloca em risco principalmente o cidadão francisquense que precisa desses veículos. “Nossa preocupação é que a administração não está nem aí”

“Confesso que estamos decepcionados. Nossa esperança era que seríamos melhores tratados com a nova administração, mas na realidade estamos fazendo trabalho escravo”, relata o servidor, lembrando que saem de casa de madrugada e só retornam tarde da noite.

“Se ao menos os veículos fossem bons e nos pagassem as horas extras, ainda dava para suportar esse abandono da classe”, finaliza. O Notícias Populares Online foi informado na prefeitura, que a licitação para aquisição de pneus novos já foi realizada, mas sobre horas extras nada foi dito.




Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas