Por causa de herança filho mata pai e mãe e joga corpos em terreno baldio

Os criminosos se entregaram sem reação

Oigros Nascimento Pereira da Silva, 27 anos, foi preso no sábado, 04, por policiais da DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense), em Guapimirim/RJ. Ele é acusado de ter matado o pai e a mãe a tiros para ficar com a herança. Oigros foi surpreendido pela polícia e não reagiu.

Juntamente com ele foi preso Breno Cordeiro de Azevedo, 25 anos, que o ajudou a cometer o duplo homicídio. Oigros foi preso na casa onde cometeu o bárbaro crime, onde a polícia encontrou um revólver, uma espingarda e grande quantidade de munições de diversos calibres.

Na casa de Breno os policiais apreenderam dois revólveres, uma espingarda e munições, bem como um carro que tinha sido roubado em Duque de Caxias em 17 de julho. Oigros foi indiciado por porte ilegal de armas, e Breno por porte ilegal de armas e receptação.
Armas e munições foram apreendidas com os criminosos

Sérgio Pereira da Silva, 58 anos; e Rute Coelho do Nascimento da Silva, 54 anos, foram mortos no dia 17 de março deste ano na casa onde residiam, na Estrada das Corujas, no Bairro Monte Olivete, em Guapimirim. Os corpos foram jogados em um lote baldio no mesmo bairro.

O trabalho dos investigadores concluiu que o filho do casal era o autor do crime, contando com a ajuda do comparsa Breno. De acordo com a polícia, Sérgio e Rute possuíam vários imóveis alugados. Por isso o filho premeditou e executou o crime para herdar os imóveis.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas