Crueldade em família. Filha mata a mãe por asfixia com ajuda de namorado

Paloma matou a mãe com ajuda de Gabriel

Paloma Botelho Vasconcelos, 21 anos, foi presa por policiais da 105ª DP (Delegacia de Polícia) de Petrópolis/RJ, na terça-feira, 09. Ela, com ajuda do namorado Gabriel Molter Neves, 26 anos, matou a própria mãe, a comerciante Dircilene Botelho Garcia, 51 anos.

O crime foi praticado no dia 02 de outubro, quando Paloma e o namorado utilizaram formol, fitas e sacos plásticos para matar a vítima por asfixia. Em seguida modificaram a cena do crime e prepararam o corpo para dar a entender que ela teria morrido por causas naturais.

A comerciante foi sepultada no dia seguinte, depois que um médico, sem ver sinais externos de violência em seu corpo, atestou seu óbito. Entretanto, o padrasto de Paloma pediu a exumação do cadáver depois de ver imagens do casal dentro do quarto de Dircilene Botelho.

Com o resultado da exumação que comprovou o assassinato, a prisão do casal foi decretada na sexta-feira, 05, mas não pode ser cumprida por causa do período eleitoral, que determina que nenhum eleitor poderia ser preso cindo dias antes e 48 horas depois da votação.

O casal de assassinos chegou a se apresentar na 105 ª DP na noite de sábado aproveitando a anistia do período, quando confessaram o crime, mas foram liberados. Mas na terça-feira, após o período eleitoral, eles foram capturados e vão responder por crime duplamente qualificado.

Paloma e a mãe, segundo informações da polícia, tinham brigas constantes e na Delegacia de Polícia ela chegou a afirmar, em seu depoimento, que sua mãe a maltratava muito e que foi por isso que decidiu mata-la. O crime chocou os moradores da localidade pela sua brutalidade.





Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas