Mais uma vítima. Homem é preso depois de quebrar o pescoço da ex-namorada

Ednéia é mais uma mulher morta covardemente pelo ex-companheiro

A polícia prendeu Júnior Vieira de Souza, 33 anos, na segunda-feira, 15, acusado de ter matado por estrangulamento sua ex-namorada, a diarista Ednéia Cordeiro Vieira, 35 anos. O corpo dela foi encontrado em um imóvel em Goianira/GO, depois de quatro dias de desaparecimento.

De acordo com a polícia, vizinhos da diarista sentiram mau cheiro e tentaram entrar na casa dela que estava trancada. Como não conseguiram, acionaram a polícia, que ao chegar arrombou a porta e encontrou a vítima morta com o pescoço quebrado e um lençol envolto em torno dele.

Os policiais prenderam seu ex-namorado, que era acusado de descumprimento de medidas protetivas que resguardavam a diarista, cujo corpo foi periciado no IML e ficou constatado que ela tinha sido vítima de homicídio por estrangulamento, inclusive com fratura de seu pescoço.

Ficou apurado que em julho deste ano Ednéia tinha registrado ocorrência contra Júnior por ameaça e injúria, mas na ocasião não representou criminalmente, requerendo apenas medidas protetivas. Inicialmente ele cumpriu a determinação, mas recentemente voltou a morar no local.

Os reataram o relacionamento, mas no dia nove de outubro voltaram a se desentender e Ednéia registrou nova ocorrência, sendo que dessa vez representou criminalmente contra ele, além de reclamar que o ex-namorado não respeitava mais o afastamento determinado.

Ele, que é dependente químico, é acusado de tentar forjar a cena do crime para se passar por suicídio. Ao ser interrogado, Júnior negou a prática dos crimes e continua preso por determinação da justiça. O crime está sendo investigado pela Polícia Civil de Goianira.





Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas