Medo de bandido. Portão eletrônico esmaga jovem que tentava entrar correndo


Marcella era bacharel em direito
Marcella Azambuja, 25 anos, foi esmagada pelo portão eletrônico de sua residência em Park Way, em Brasília/DF, na madrugada deste domingo, 28, por volta de 1h45m da madrugada. Sua morte foi confirmada pelo médico do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

A jovem era acostumada a chegar a casa, acionar o equipamento para fechar o portão que abre para cima, e entrar correndo para evitar se tornar presa fácil de bandidos. Só que dessa vez alguma coisa deu errado e ela acabou sendo esmagada pelo portão que fechou em cima dela.

Familiares de Marcella anunciaram doação de seus órgãos
O corpo da vítima, que era bacharel em direito, será velado no Cemitério da Esperança, Asa Sul, a partir das 08h desta segunda-feira, 29, e o enterro será às 11h. Marcela era neta de Therezinha May, pioneira do Distrito Federal. Os órgãos da jovem serão doados, segundo a família.

Mesmo se tratando de um acidente, a Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar as circunstâncias do acontecimento. A ocorrência encerrou por volta das 05h. No registro do fato, os policiais militares que atenderam o chamado, registraram que o portão estava caído sobre Marcella.





Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas