Familiares ficaram assustados. Mulher “dá à luz” a bebê dez dias depois de morta

Foto ilustrativa
O aparecimento de um bebê morto entre as pernas de uma mulher que estava morta há dez dias chamou a atenção de médicos e moradores da zona rural da cidade de Cabo, na África do Sul. O bebê foi encontrado por um funcionário da funerária onde estava o corpo da mulher aguardando sepultamento.

Nomveliso Nomasonto Mdoyi, 33 anos, que estava grávida de nove meses, morreu em casa depois de uma parada cardiorrespiratória e o corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde permaneceu por 10 dias conforme prevê a legislação do país. Depois seguiu para a funerária.

Quando o corpo ia ser preparado para o enterro, os funcionários da funerária levaram um susto ao encontrar o corpo de uma criança recém-nascida entre as pernas da mulher, no momento em que a tiravam da geladeira funerária para levar para o caixão. As pessoas presentes no local ficaram chocadas.

Mandzala Mdoyi, mãe da defunta, foi a mais assustada. Ela, que tem mais de 70 anos de idade, disse que nunca tinha ouvido falar de tal coisa em toda sua vida e que aquilo era “um sinal dos tempos, o apocalipse”. Amigos e parentes pediam a todo momento explicação para o estranho acontecimento.

A explicação dada pelos médicos é de que o fenômeno é conhecido popularmamente como nascimento de caixão, que na linguagem técnica significa extrusal fetal pós-morte. O feto é expulso do corpo da grávida morta após o aumento da pressão dos gases intra-abdominais.

Os médicos deixaram claro que esse é um fenômento muito raro e ocorre durante a decomposição do corpo. Passado o espanto os preparativos para sepultamento tiveram continuidade e os familiares de nomveliso decidiram fazer o enterro de mãe e filho juntos no mesmo caixão.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas