Pai desnaturado amarra filha de 12 anos na cama e taca fogo no colchão

A adolescente confirmou na DP que o pai a tentou matar
Uma garota de 12 anos quase morreu queimada na tarde de segunda-feira, 22, na Rua Quatro da Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ela foi amarrada na cama pelo pai Reginaldo Manoel Barbosa, que em seguida ateou fogo na residência. Os motivos da violência não foram informados.

A adolescente conseguiu se soltar e subir para a laje do imóvel sem sofrer ferimentos, e o criminoso foi preso e autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificado. Para amarrar a filha a uma cama, Reginal usou um pedaço de fiação elétrica, depois jogou álcool no colchão e ateou fogo.

Vizinhos disseram que Reginaldo chegou a sua casa muito alterado e minutos depois praticou o crime. A garota foi socorrida pelos vizinhos, que apagaram as chamas. Reginaldo, que sofreu queimaduras por sua bermuda ter pegado fogo, foi imobilizado pelos vizinhos até a chegada da polícia.

Depois de ser atendido no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, Reginaldo foi conduzido à 14ª Delegacia de Polícia e depois transferido para a 11ª Delegacia de Polícia, que é responsável pela região da Rocinha, onde foi autuado em flagrante pela tentativa de assassinato da filha.

Acompanhada por conselheiros tutelares, a adolescente prestou depoimento na madrugada de terça-feira, 23, na 14ª Delegacia de Polícia, onde confirmou que seu pai a havia amarrado na cama e ateado fogo no colchão. Em seguida foi levada para casa de parentes por medidas de segurança.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas