Vereador mata agressor com dois tiros e a motivação do crime pode ser ciúmes

Paulo Máximo morreu quando ia ser transferido para outro hospital

Ao ser atacado por Paulo Máximo Alves na madrugada de sábado, 10, o vereador Clodoaldo Cardoso, de Ji-Paraná, em Rondônia, conseguiu pegar seu revólver 38 no banco do veículo e atingiu o agressor com um tiro no peito. Em seguida, o vereador atingiu a cabeça do agressor e evadiu-se do local.

O crime, cuja motivação pode ter sido ciúmes, aconteceu na Rua Tiradentes, no Bairro São Francisco, quando o vereador foi abordado por Paulo, iniciaram uma discussão e depois partiram para a agressão física. Paulo aplicou um mata leão no vereador, que para se defender meteu bala no agressor.

Vereador Clodoaldo está foragido
Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros socorreu Paulo Máximo ao Hospital Municipal, onde recebeu todo atendimento de emergência, inclusive o entubamento. Entretanto, no momento em que era levado para a ambulância que o levaria ao Hospital Regional de Cacoal, a vítima morreu.

O delegado de plantão, Rildo Maciel, ouviu algumas testemunhas, dentre elas a ex-mulher de Paulo Máximo, que confirmou que a vítima agrediu o vereador, aplicando-lhe um mata leão, obrigando o vereador a se defender para não ser morto. O delegado pediu a prisão preventiva de Clodoaldo.



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas