Pastora esfaqueada pelo filho endemoniado morreu na madrugada desta sexta

Gabriel, no destaque, matou os pais a facadas

A pastora Josenita Lima Braga, 50 anos, esfaqueada pelo filho Gabriel Lima Braga, 23 anos, junto com o marido José Pereira Braga, 57 anos, que morreu minutos depois de chegar ao hospital, também morreu na madrugada desta sexta-feira, 17, em decorrência dos ferimentos sofridos.

Gabriel, se dizendo possuído pelo demônio, matou o pai e feriu a mãe a facadas na madrugada de segunda-feira, 13, na casa da família, que fica na Colônia Samambaia, em Vicente Pires, no Distrito Federal. Ele foi preso em flagrante e no momento da prisão não dizia nada com nada.

Josenita foi levada ao Hospital Regional de Taguatinga pelos policiais e chegou a ter alta, mas teve que retornar à Unidade de Saúde, onde acabou morrendo. Preso na ala psiquiátrica do Presídio Feminino do Distrito Federal, Gabriel agora responderá por duplo homicídio.

De acordo com investigadores da 38ª Delegacia de Polícia de Vicente Pires, Gabriel premeditou o crime, pois escondeu a chave do quarto do casal, impedindo que a porta fosse trancada pelos pais. Com a chegada da polícia, Gabriel se apresentou como “o demônio”.

Quando os policiais entraram na residência depararam com uma cena de terror. Muito sangue espalhado pelo chão e José agonizando, enquanto Josenita estava toda ensanguentada. Ela acusou o filho de ter praticado o crime e ele foi localizado trancado em seu quarto.




Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas