Pastor é preso acusado de abusar de dez meninos que frequentavam a igreja

Foto ilustrativa

Foi convertida em prisão preventiva a prisão temporária do pastor evangélico Justino Ireno da Costa, 53 anos, indiciado na segunda-feira, 01, por estupro de vulnerável e corrupção de menores. Ele estava sendo investigado desde 28 de agosto, quanto foi preso e colocado à disposição da justiça.

Pesa contra o religioso a acusação de ter abusado de 10 meninos com idades entre seis e 14 anos, que frequentavam a igreja no Bairro Mangabeira, em Várzea Grande, na Região Metropolitana de Cuiabá/MT. Justino negou os estupros, mas confessou que dava balas aos meninos.

De acordo com o delegado Cláudio Alvares Sant’Ana, responsável pela Delegacia Especializada do Idoso, Criança e do Adolescente, sete vítimas de abusos já foram confirmadas. Preso desde 28 de agosto, o pastor Justino, caso seja condenado, poderá pegar vários anos de prisão.

Ao tomarem conhecimento dos abusos praticados pelo pastor, fiéis pertencentes à igreja ficaram revoltados e disseram que jamais imaginariam que Justino pudesse fazer tal coisa. “Ele nos enganou direitinho. Sempre se mostrou boa pessoa”, disse José Carlos dos Santos.


           

Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas