Apenas um deputado não deitou e rolou com o dinheiro do povo durante o ano

A maioria dos deputados não está nem aí com o dinheiro do povo
Mais de R$ 900 mil foram gastos pelos deputados estaduais do Espírito Santo durante o ano de 2017, a maior parte desse gasto com gasolina. O gasto desnecessário demonstra que os deputados, com honrosa exceção, não estão nem um pouco preocupados com a contenção de despesas diante da crise.

O campeão dos gastos foi o deputado Da Vitória (PDT), com R$ 59.062,31. Além do deputado Da Vitória, também foram campeões de gastos Dary Pagung (R$ 45.554,60), Rafael Favato (R$ 43.291,68), Sandro Locutor (R$ 42.864,96), Luzia Toledo (39.643,16) e Padre Honório (37.793,68).

Enivaldo foi o que menos gastou
Mas não é só de deputados gastões que a Assembleia Legislativa do Espírito Santo é composta. Na contramão dos gastos estratosféricos de seus companheiros, está o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), que durante todo o ano exerceu seu mandato com uma cota de apenas R$ 8.314,16.

Ou seja, Enivaldo dos Anjos usou apenas R$ 745,00 mensais para o exercício de seu mandato. Se os seus colegas seguissem o seu exemplo, a Assembleia Legislativa gastaria apenas R$ 250 mil durante o ano e economizaria R$ 650 mil, recurso que poderia ser utilizado em outros setores.

Enquanto Enivaldo dos Anjos gastou R$ 745,00 mensais durante o ano, Da Vitória gastou R$ 1.968,75 mensais, mais que o dobro. Isso mostra a farra que deputados descompromissados fazem às custas do povo capixaba. Outro que economizou foi Hércules Silveira (PMDB), com R$ 11.010,72 durante o ano.

Veja abaixo a tabela de gastos por cada deputado durante o ano de 2017:



Chuvas provocam enchentes no interior e na sede a situação é de alerta geral

Situação do Rio Itaúnas próximo à ponte, no centro da cidade O Córrego Tatu, no Distrito de Santo Antônio, em Barra de São Francisco...

Postagens mais visitadas